quinta-feira, 21 de abril de 2016

A importancia dos avós!

 No início a gente meio que enlouquece...elas dão muitos palpites, elas querem ficar com nossos filhos nos braços, fazer tudo que queremos fazer mesmo cansadas. E elas, claro, querem deixar a gente descansar. E também querem reviver o "ter a um bebe em braços", vamos falar a verdade, ne? rsrsrs

Então no inicio pode ser complicado, principalmente com a sogra ( la quiero muchisimo a la mia) mas, nao é sua mãe, ne? Então aquele "chega pra lá que disso cuido eu" tem que ser bem mais delicado. Coitada de minha mãe, nunca fomos delicados com ela...isso é verdade. Sempre fomos crianças muito sinceras e dávamos varios "chegas pra lá" na minha mãe quando ela simplesmente estava fazendo seu papel de mãe : ronda os crios para saber o que esta acontecendo! hahaha

Então o tempo passa, nosso filhos crescem, nós crescemos e chega o momento que toda mãe vê a importancia da relação com os avós. Eu , sinceramente, demorei uns 2 anos, tarde para uns, cedo para outros...o tempo ideal é o tempo de cada um. Eu sempre disse a meu marido: Para quê vou deixar minha filha com sua mãe se eu nao vou estar bem?

E então Maia foi crescendo e eu fui cedendo e tudo fluiu perfeitamente porque foi tudo no seu tempo. Se é verdade que avós deseducam? Nao! Mas é verdade que mimam e que sempre que voltam da casa dos avós eles testam para ver se em casa podem ter o mesmo...mas cada vez mais eles ja vão sabendo onde podem fazer cada coisa!

Agora tem uma questão muito seria, é que os avós tem que respeitar a linha de educação e a rotina imposta pelos pais. Principalmente quando são pequenos que a rotina é t-u-d-o! E mesmo respeitando sempre muda um pouco só pelo fato de estarem em outro ambiente. Nisso eu tive sorte com minha sogra, ela respeita nossas "instruções"...vai ver ela também sabe o filho que tem! rsrsrsrs

Agora, que os conte a minha sogra....que Maia sabe como manipular ...aaaa isso ela sabe! Outro dia deu o maior trabalho para dormir na casa da abuela ( também ja era a segunda noite sozinha, tinha brincado muito...tudo sao fatores para um "desandamento"). Mas cada vez mais eu tenho certeza que essa relaçao é o melhor que há ! Para as duas! A maior aprende que por mais avó que seja, que ja tenha criando os seus filhos, os netos também necessitam uma criação por parte deles, um exemplo, limites com amor e daí vem a segurança! E com isso eu tenho que confessar, minha mãe tira de letra, um 10! Ela nao é dura como eu, claro, ela é AVÓ. Mas com sua experiencia em pedagogia e muito contacto com crianças...seja neto ou nao neto, essa mulher saber colocar limites! hahaha

E para Maia , acho que ela começa  a aprender  o que é familia , que ela tem mais alguém que papa e mamãe, que deve respeitar a mais gente que papa e mamãe...enfim, acho que estar com os avós é o começo da vida independente deles, do contato com o "mundo la fora!" E nada melhor que o mundo la fora na casa dos vovós, não é mesmo?

Acabou a folga!! Fuiz! beijinhos!


Um show para a abuela!

Casa dos bisas...aqui pode tudo!

hehehe...apronto todas na casa da minha abuela!




terça-feira, 12 de abril de 2016

A arte de crescer...

Sim, muito mais difícil que educar é crescer. Na verdade eu acho que não educamos, e sim crescemos!

Publiquei no face uma acontecimento aqui de casa que me vez acordar , abrir os olhos. Para os que nao viram, deixo aqui a foto do post!






Então, essa mania de dizer as crianças que elas já são grandes, ou como um agrado : "Olha, ela ja é grande, ja come sozinha!" ou até como uma advertencia : "Você já esta bem grandinho para isso, né?", é uma mania, pelo que vi, mundial (ou pelo menos no Brasil e Espanha! hahaha ) E esta totalmente ERRADA! Confesso que sempre que alguém fala isso para ela, quando eu tenho a oportunidade sempre digo que ela esta aprendendo...ou então digo no ouvidinho dela : você ainda é um bebe e vai aprender!

Por isso que digo que temos que dizer que ela "ja aprendeu!" porque aprender é SEMPRE bom! E é isso que fazemos todos os dias, crescemos, e a cada fase, cada etapa, sao novas descobertas, novas frustrações, novas conquistas! Porque é disso que a vida se trata, nao é mesmo?

Mas, eu nao estou falando de simplesmente cruzar os braços e esperar que ela aprenda e aceitar todas as "birras" dessa fase de aprendizado, é ai entra a educação! Cabe aos pais colocar desde cedo os limites e as obrigações. Mas , também cabe aos pais saber até quanto se pode exigir de uma criança em uma fase (nao digo nem idade, porque sempre tem uns que vão mais rápidos que outros em diferentes quesitos!)

Como teoria tem em todos os lados, falo um pouco como isso funciona aqui em casa na prática!

Comecei a educar a Maia com 6 meses, sim , 6 meses! Maia nao queria sentar no carrinho e eu me ajoelhava e dizia, firme e forte que mamãe tinha que fazer coisas e que Maia tinha que passear no carrinho dela com o brinquedinho dela, que depois mamãe daria colo! Ou nao queria estar no chiqueirinho e eu deixava ela sozinha, chorando por um tempo até que ela acalmava e pegava algum brinquedo, eu fazia o que tinha que fazer rápido e assim que ela acalmava, eu ia lá , beijava , abraçava, dizia que muito bem e muito obrigado por ajudar a mamãe!

Porque tao cedo? Porque aos 6 meses, Maia estava no chão brincando na sala e o pai vendo TV. Entrei na sala e ela começou a chorar enlouquecidamente! O pai me disse logo que era manha ( os pais nessa questão sempre sao mais realistas e os filhos sempre fazem mais manha com as mães mesmo!) então deixei! Mas ela nao parava..tirei ela da sala e levei ela pro quarto e nesse segundo ela acalmou e quando a coloquei no chão , voltou a chorar loucamente. esperei...o pai veio me dar apoio...esperei mais. Até que nao aguentei e peguei ela no colo e ela ...pasmem! Na mesma hora olhou pro pai e riu de uma maneira para ele que minha boca caiu no chão! Tipo : viu, papa? Consegui! Menina...aquilo foi um CHOQUE! E eu disse, nunca mais ela me ganha! Eu sei, muitos vão pensar " Mas ela só tinha 6 meses!" . Mas sabe o que eu digo? Cada um sabe o filho que tem, e educar ( com amor!!!) nunca será errado!

Então é isso, ela foi crescendo, se independizando e ai as regras e limites foram aumentando:

1-Antes de pegar um livro guarda o outro ( os brinquedos eu deixo ela deixar espalhados pelo chão durante  o dia, antes em qualquer lado, hoje com 2 anos estamos trabalhando para que deixe somente no quarto dela ou na sala que é nosso local de brincadeira!)

2- Jogar a fralda suja no lixo

3- Pegar/guardar sapato( mas bem guardar porque pegar as vezes pega o que quer e ai da problema! rsrsrs)

4- Ajudar sempre que algo cai no chão ( afinal ela é menor e mais jovem! hahaha)

Enfim, coisinhas assim, simples do dia a dia. Mas o dia a dia não é nada facil! Agora mesmo ela esta chorando como uma louca porque todos os dias o pai pede para sair da banhera quando acaba o banho e ela se faz de besta então o pai tira " a força" e ela chora...tooooodos os dias!

Eu sempre digo que é só usar o bom senso...sei que as vezes estamos tão acabadas que nao tem bom senso certo! Hahaha, mas nao se avexem não...quem nunca deu um berro no filho? rsrrsrs

Acabou a folga! Fuiz! Bjs

Como sempre bebe meu leite

Muito amor!

Olha a cara...

Vive aprontando!

Mais amor!

Mais pintança!



terça-feira, 5 de abril de 2016

Como é que eu dou conta?

Essa é a pergunta que eu mais escuto quando viajo para o Brasil..."Oxi? Nao tem baba? Nao tem empregada? E como é que você da conta? Ja falei um pouco sobre isso de uma maneira ou outra mas agora vou deixar tudo bem explicadinho!

Enfim, claro que escuto essa pergunta de gente que sempre teve a vida similar a minha quando morava ai, classe media com bastantes regalias. Que maravilha! Eu gostava, viu? Rsrsrs. O único que eu respondo é : mudando padrões! Sim, minha casa esta sempre um caos! Nunca esta limpa. Calma, nao é uma casa que de nojo! Para aí! Fui educada e tenho a primeira base da pirâmide de Maslow bem ensinada! hahahahaha  Mas realmente com uma filha, casa grande , e TUDO para fazer sozinha nao dá! Entao a limpeza diaria é o primeiro que a gente esquece. Depois a "finesse". Tipo, nao sirvo comida em bandejas lindas...vai tudo da panela para o prato! Tendo ou nao visitas! E como dizia aquele meu motorista...e assim a gente "vevi".

A limpeza fazemos a cada 15 dias, as vezes 20. Roupa de cama e toalhas se troca ai também (pasmem! hahah). Coloco roupa para lavar todas as segundas e quintas, para dar o tempo de secar!  Nao passo NADINHA! Faço mercado sempre, aqui é mania, é comum, é o normal, um mercado grande de material de limpeza e nao perecíveis e outros quase diarios da comida do dia (peixe, carne, frango, frutas e verduras). Os afazeres dividimos entre David e eu, mas eu levo mais a casa no dia a dia e David a motorhome e os extras ( consertar privada por exemplo).

Hoje foi um dia típico, assim que deixo aqui a nossa rotina para vocês entenderem a "vida como ela é"

De manha depois do cafe, banho e troca de roupa, saimos de casa para resolver algumas coisas na rua e fomos ao parque e la estivemos por hora e meia. Da minha casa até o parque ( esse parque é o mais longinho!) são uns 20 minutos andando. Voltamos , almoçamos e Maia dorme o cochilo de 2 hrs, ai aproveito para almoçar, organizar algo e andar no zap zap. Acorda ja para ir para a escola, levo ela andando, 7 min, e vou para piscina, 15 min. Da piscina venho para casa, 20 min. Arrumo a casa, limpo o basico , organizo as coisas e vou pegar Maia na escolinha, andando de novo, 7 min, e de la vamos ao parque mais perto, 8 min. Mais 1 hora e meia de parque e vamos para casa, 10 min, janta, banho e cama! Fizeram as contas de quantas horas eu andei? 1h e 27 min!!! Ta bom ou quer mais? rsrsrs

Então é isso gente...mudança de padrões!  Eu poderia deixar de levar Maia tantas horas por dias aos parques, poderia fazer as coisas de carro....mas nao. Prefiro assim, é melhor assim, funcionamos assim!

Ta estressda? Muito corre e corre? Talvez seja a hora de você também mudar de padrão de vida, de prioridades! E é possivel sim, cada vez conheço mais gente dai que fez essa mudanca. Luciana, mae de um menino de 2 anos e e esperando outro para qualquer momento! Faz uns doces e tortas maravilhosos em casa e toma conta de tudinho com a ajuda do maridao que trabalha normalmente! Vejam o face dela e quando quiserem uma delicia nao esqueçam dessa mãe trabalhadora! https://www.facebook.com/deliciaslulugourmet/?fref=ts 

Um beijoooo

Fuiz

Parques parques e mais parques!

O objetivo é brincar e cansar! hehehe

Companheira

Sabados tem piscina!

Brincadeiras!

Crescendo, sem cadeirinha e comendo sozinha!