quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Primeira carta para NOA!


Filha,

Meu pedaço de céu. Sempre escrevo para sua irma a cada seis meses, agora com 3 anos acho que pularemos para a cada ano. Mas a sua cartinha de 6 meses atrasou, e eu tenho certeza que você entenderá. Nao te amo nem mais, nem menos que a sua irma, simplesmente falta tempo para sentar e escrever porque sempre estou com voces!

Assim como a sua irma, eu nao me senti confortável em deixar você com ninguém mais, alem do seu pai, nesses 6 primeiros meses. Alguns dizem que é muito agarramento, outros dizem que nao, os estudos dizem que até os 6 meses, nós ( os seres humanos) nao sabemos distinguir entre o nosso corpo e o da nossa mãe. E talvez seja por isso que eu só consiga segurança em deixar os meus bebes a  partir dos 6 meses. E olha só, voces duas ficam direitinho! Ja de primeira vocês se adaptam e nao choram por a mamãe nao estar ali e acredito que isso é fruto de uma criação com segurança e confiança. Voces sabem que a mamãe estará sempre ali, alá e acola onde quer que voces estejam.

Ja escrevi sobre seu parto, então voce ja sabe que voce atrasou...chegou no seu tempo e assim voce continua. Tudo no seu tempinho. Estranhou muito dos 2 aos 4 meses e depois foi melhorando. A sua abuela ficou super preocupada quando foi te dar o banho e passado 2 minutos voce chorava de ficar roxa até a mamãe chegar. E ai nem o papai adiantava! Era a mamãe e o peitinho....ahhh o peitinho! Mamãe achou que voce iria deixar o peito facinho, iria gostar de uma boa mamadeira com cerais ( a mamãe adora e come seus restos todos!) e assim iria dormir toooda  a noite e a mamãe também, a partir dos 6 meses...doce ilusão.

Comecei a dar verdurinhas e fruta a voce com 6 meses, como manda o figurino, e voce pouco comia, 3 colheres e tchau! "Vem cá mamãe que eu quero é mamar!" . Nooosssa que "desespero", mamãe precisa dormir filha!! E então voce foi comendo melhor e melhor. Viajamos para a casa dos vovôs no Brasil com voce com 6 meses e pouquinho e a vovó ajudava a dar mais comidinha. Voltamos ( a viagem ao Brasil merece um post a parte!) e agora você come muito bem , durante o dia quase nao quer peito mas a noite.....a cada 3 horas! Mas vamos lá, com paciencia mamãe vai te ensinar a dormir toda a noite e seremos felizes assim! hahaha

Noa, você é meu pedaço de algodão doce, com seu sorriso que cativa, sua mirada fixa, sua alegria ao acordar, dormir , e principalmente ao me ver e ver a sua familia. Seu pai baba por você! Você nao tira os olhos da sua irma e ela te ama muito também.

Você entrou na familia e ja se adaptou a rotina, desde de pequenina nos parques com sua irma e ate na praia! Cafés com a mamae, largos passeios e comidas fora, você nos permite viver sem agonias de sono ou de horarios ( nada haver com Maia!)

Voce ja fica sentadinha brincando ou olhando a sua irma brincar. Rir de tudo, mas nao gosta muito de estar sozinha. Agora para dormir ja aprendeu a dormir sozinha e nao dá mais trabalho, antes eram minutos e minutos te ninando no braço ou no carrinho, uma canseira só!

Ja balbuceia o mama, papa, tata...diz sua abuela que ja fala mama e papa...mas isso sao coisas de abuelos. Parece que voce nao quer engatinhar, ja quer ficar de pé...mas eu acredito que ja ja voce aprende, como sempre, tudo no SEU tempo!

Você veio para me dizer CALMA TUDO VAI DAR CERTO. Sim, a sua irma nos deu muito trabalho de bebé e ainda nos da, esta melhorando muito, mas eu tinha muito medo de que com duas eu nao conseguisse controlar a situaçao. Mas ai veio VOCÊ, a calma, a paz...mais esse aprendizado!

Mas apesar de toda a calma você é forte e tem genio também! Claro, você e minha filha e nao poderia ser diferente! Em isso você puxou a mamãe...."eu to de boa, mas nao mexe comigo!"

TE AMO DEMAIS MINHA CAÇULA!!!


Ass: mamae!














sábado, 13 de maio de 2017

NOA !!


Quanto tempo sem escrever para vocês, fiz a carta de 3 anos para Maia, mas a verdade é que eu estava com saudade de escrever sobre a aventura de ser mãe distante da familia! E agora em dose dupla....
Tenho muito que contar, mas como sempre, vamos por partes, nao gosto de textos longos, assim que vou resumir ja o nascimento de Noa...e prometo voltar a escrever em breve!

Eu ja estava de 40 semanas e MUITO cansada, meus pais ja estavam aqui fazia um mes, o que para mim foi maravilhoso porque pude curtir eles e eles a Maia antes da chegada da nova netinha. Eu sempre fui e sempre serei mãe leona, vou ate o fim das minhas forças com e por minhas filhas. E por isso sempre faço o possível para estar com elas. Mas nesse dia eu estava exausta, eu ja nao aguentava mais o peso e a bola que sentia entre minhas pernas e passamos a tarde na casa dos meus pais e ao sair, para dar um passeio com Maia, disse a David: Liga pra sua mãe para ver se Maia pode dormir la, porque eu estou exausta!

Deixamos Maia ali, eu com o coração meio apertado, mas cheguei em casa e agradeci, estava mesmo a ponto de estourar e assim foi. David com a ideia de pipoca e filme e eu ja disse: quem vai pipocar sou eu! Contrações daqui, contrações dali, só decidi ir ao hospital mesmo quase as 4 da manha, tomei banho e fomos. Chuva, estrada de curvas e em meia hora estávamos ali mas...cade as contrações?

Me internaram, monitores a postos e uma ou outra vinha...pensei logo que ja iriam me mandar voltar pra casa , nao podia ser, eu nao aguentava mais!!! E então a matrona fez o toque e disse: você fica, moram "longe" e você tem que tomar antibióticos antes de parir ( eu ja sabia disso e por isso fui logo!). E ali fiquei....todo o dia, filmes, conversas, caminhadinhas no corredor, visitas de mamis e papis a tarde... mais matronas me visitando e uma me disse: nao se preocupe, somos animais e o instinto animal pari a noite, assim que de hoje nao passa!

Dito e certo, as 21hrs começaram fortes contrações, uma depois da outra, mais e mais e mais, eu me agachava , só queria estar agachada, pedia a anestesia e me diziam que eu ja estava de 8 cm ( ja???? de Maia eu demorei tanto quer tive que tomar oxitocina!!) e eu me aguentava ...ate que : EPIDURAL POR FAVOR!!

E ai vou eu para uma epidural que nao deu tempo de fazer efeito, tudo foi tão rápido e TAO DOLOROSO! Pensávamos que Noa pesaria mais ou menos como Maia, 2900kg, e eu crente que tava tudo controlado.

Ao colocar a epidural a matrona estourou minha bolsa, e foi estourar a bolsa, eu gritar, ela olhar e dizer: corre pro paritório!

Mas eu empurrava e doía, e muito! Eu só pensava que algo tava errado porque Maia nao doeu tanto assim... ate que a matrona me disse: essa menina é grande! Grande? Como assim grande? Aiiii
E dai eu ja nao queria empurrar, nao podia, era muita dor, algo estava errado...estava era tudo certo! Colocaram um espelho para eu ver que Noa ja estava ali, cabeça coronada e tudo estava em minhas mãos. Empurra que essa menina nao pode ficar ai ! Era o que eu pensava... e eu , urrando de dor empurrei, rasguei, a matrona foi rápida, girou a cabeça dela, David gelou ( e pode fazer isso, senhor?!haha) e outro empurrão mais e Noa saiu! GRANDE! 3830kg! Inchada! Mais cinza que lilas ( Maia foi super lilas!) e calma...chorava pouco, a matrona me orientou que fizesse ela chorar...ela chorou, mas chorou meiga! E assim nasceu a minha segunda vida... feia, inchada e linda!

E como amanha é dia das mães aproveito para dizer a todas as mães , em especial a minha, que somos guerreiras, sim, me incluo sem modestia alguma, porque parir nao é o pior...o mais difícil é educar esses seres para o mundo! E a minha mãe, com a ajuda do meu pai, fizeram isso muito bem! OBRIGADA MEUS AMORES!!

FELIZ DIA DAS MAES A TODOS!

Ja contarei mais sobre Noa, os ciúmes de Maia...e claro, sobre Maia, porque...ahhh minha MAIA, você  nao da um livro nao, você dá é uma enciclopedia de A até Z!

Meu ultimo dia de barriga!

Minha chinoca!

Menina, voce parece com quem?Nao saiu muito favorecida nao...

chamego da vovó!

Maia pensando no que aprontar com Noa..

Com o papi...

Voltando para casa

Con los abuelos

Amor de irmas!

Ficando gatinha!